" Mas na profissão, além de amar tem que saber. E o saber leva tempo para crescer."
Rubem Alves

terça-feira, 29 de março de 2011

Procedimentos Didáticos

A aprendizagem ocorre quando o aluno participa ativamente do processo de reconstrução do conhecimento, aplicando seus esquemas operatórios de pensamento aos conteúdos estudados. Por isso a aprendizagem supõe atividade mental, pois aprender é agir e operar mentalmente, é pensar, refletir.
O procedimento didático mais adequado à aprendizagem de um determinado conteúdo é aquele que ajuda o aluno a incorporar os novos conhecimentos de forma ativa, compreensiva e construtiva. Para que a aprendizagem se torne mais efetiva, é preciso substituir, nas aulas, as tarefas mecânicas que apelam para a repetição e a memorização, por tarefas que exijam dos alunos a execução de operações mentais.
Procedimentos de ensino são as ações, processos ou comportamentos planejados pelo professor, para colocar o aluno em contato direto com coisas, fatos ou fenômenos que lhes possibilitem modificar sua conduta em função dos objetos previstos, das competências que pretendo construir.
A aprendizagem ocorre através do comportamento ativo do estudante: este aprende o que ele mesmo faz, não o que o professor faz. O procedimento de ensino deve, portanto, contribuir para que o aluno mobilize seus esquemas operatórios de pensamento e participe ativamente das experiências de aprendizagem, observando, lendo, escrevendo, experimentando, propondo hipóteses, solucionando problemas, comparando, classificando, ordenando, analisando, sintetizando etc.
Ao escolher o procedimento didático ou de ensino o professor deverá considerar:
a)    Adequação dos competências/objetivos estabelecidos para o ensino e a aprendizagem;
b)   A natureza do conteúdo a ser ensinado e o tipo de aprendizagem a efetivar-se;
c)    As características dos alunos (faixa etária, interesse, expectativas);
Infra-estrutura física (laboratórios e equipamentos), material didático e tempo disponível.
Aqui vai algumas sugestões de procedimentos de ensino:
LINGUAGEM ORAL E ESCRITA

    • Acompanhamento da escrita de listas, textos recontados, perguntas, poesias, canções, receitas e adivinhas;
    • Acompanhamento da leitura de textos informativos;
    • Adivinhação sobre o que é cada embalagem, etc. 
    • Alfabeto concreto: caixa com objetos, as crianças deverão nomear e dizer com que letra começa;
    • Alfabeto móvel;
    • Análise de cartazes para identificar versos e estrofes.
    • Antecipação de cenas através de cartazes; 
    • Aproveitamento das curiosidades e dúvidas dos alunos, que normalmente surgem na roda da conversa.
    • Atividade de escrita - trabalhar com atividades relacionado o símbolo e a escrita.
    • Atividades com diferentes textos: quadrinhas e listas e outros textos pertinentes ao bimestre ....
    • Atividades com rótulos;
    • Atividades no cantinho da leitura;
    • Através da apreciação de cartazes identificar a estrutura das trava-línguas e adivinhas.- palavras que rimam.
    • Através de desenhos fazer recontos de histórias.
    • Audição de cds com gravações de musicas trabalhadas junto às crianças e cantadas por elas...;
    • Audição de leitura de histórias e de textos informativos e biográficos;
    • Audição de leitura de histórias tradicionais e conhecidas, observação de listas, personagens e títulos;
    • Audição e expressão de opiniões sobre os textos lidos.
    • Brincadeiras Diversas
    • Brincar de ditado colorido com cartazes produzidos.
    • Busca de materiais em diferentes ambientes da escola;
    • Caça-palavras e cruzadinhas;
    • Caderno de Musicas da Turma, com as musicas aprendidas e desenvolvidas no cantinho da musica: com instrumentos, com cartaz escrito ou simbolizado...
    • Cantinho da Farmácia (bulas), Jornal, Revista, Dicionário, Embalagem, Catálogos;
    • Cantinho da Leitura: Teatrinho, Fantoches, Fantasias, Máscara;
    • Chamada diversificada;
    • Comparação entre o desenho e a escrita
    • Compartilha da leitura de textos informativo;
    • Completar lacunas em cartazes com desenho.
    • Comunicação entre séries e para os pais;
    • Contato com diferentes portadores textuais;
    • Contato com palavras e letras significativas;
    • Conversas com colegas do grupo;
    • Criação de projetos de leitura.
    • Criação de um painel coletivo para analisar formas e cores, ...
    • Criação na turma um projeto de empréstimo de livros (Ciranda de livros/biblioteca), onde as crianças poderão levá-los para casa e devolver depois. 
    • Destaque das letras iniciais das palavras e as finais. Dando ênfase ao som da primeira sílaba;
    • Dramatização de textos e músicas pelos alunos.
    • Dramatizações de histórias e poesias;
    • Elaboração de lista dos livros retirados da biblioteca na semana.
    • Entrevistas com pais, profissionais da escola;
    • Escrita de listas das brincadeiras preferidas.
    • Escrita de texto de memória com ou sem ajuda do prof. ou em duplas.
    • Escrita de textos de memória - experimentação da escrita.
    • Escrita de textos recontados,sendo o professor como escriba;
    • Escrita e leitura coletiva ou individual de listas, de pequenos textos (parlendas, receitas) e canções;
    • Escrita espontânea;
    • Espaço da arte - quebra cabeça, de rótulos. LOE- leitura.
    • Experimentação da escrita livre (espontânea) de títulos, lista de nomes, o próprio nome, etc;
    • Exploração da leitura e da escrita com o alfabeto móvel;
    • Exploração das iniciais de palavras: oralmente no momento da entrega de crachás e na contagem de meninos e meninas (inicial de cada nome na lousa); nas etiquetas dos materiais da sala, musicas de brincadeiras, descubra qual o nome ...
    • Exploração de um ambiente alfabetizador com materiais e jogos de leitura e escrita;
    • Exploração do alfabeto de diferentes formas em jogos e brincadeiras;
    • Exploração múltiplas do crachá;
    • Exposição de cartazes - consulta, leitura e apreciação.
    • Exposição de suas idéias nas conversas durante a rodinha, argumentando .... (temas explorados)
    • Familiarização com as letras do alfabeto;
    • Histórias em tiras (cenas);
    • Histórias lidas e contadas;
    • Hora do conto/ dramatização;
    • Interação com a professora e funcionários;
    • Interpretação oral de imagens de temas pertinentes;
    • Jogo de vocabulário relativo aos temas;
    • Jogo do dominó de letras e números;
    • Jogos de escrita livre.
    • Jogos de ordenação de ações e cenas;
    • Jogos no pátio: boliche de letras, pescaria de letras, ...
    • Leitura coletiva ou individual de listas, de pequenos textos (parlendas, receitas)  e canções;
    • Leitura compartilhada de textos memorizados;
    • Leitura de cantigas de roda, de parlendas, de poemas;
    • Leitura de imagens e obras artísticas;
    • Leitura de livros e familiarização com nomes do autor e do ilustrador;
    • Leitura de livros e textos previamente memorizados, acompanhando o professor;
    • Leitura de livros, revistas e cartazes;
    • Leitura de parlendas e cantigas populares.
    • Leitura de placas de veículos e simulação de uma pista.
    • Leitura de textos curtos, destacando palavras chaves;
    • Leitura de textos informativos: cartazes, bilhetes, avisos e convites e escrita (professor escriba);
    • Leitura e escrita de bilhetes/ avisos/ textos informativos;
    • Leitura e escrita de listas temáticas;
    • Leitura freqüente, pelo prof, de quadrinhas e de listas e outros textos pertinentes ao bimestre ...
    • Lista coletiva de: títulos de historias lidas, personagens conhecidos, nomes dos alunos, brincadeiras, entre outras, de acordo com os contextos trabalhados.
    • Literatura infantil – de três a cinco histórias por dia;
    • Localização de palavras em textos conhecidos.
    • Localização de textos e palavras memorizados em suas escritas;
    • Manuseio de livros e revistas;
    • Memorização e recitação de trava língua e adivinhas para perceber as rimas, e terminações de palavras.
    • Mercadinho - construir com as criança no espaço da  LOE : tapete e MAT: um mercadinho com rótulos trazidos pelas crianças para explorar forma, símbolos, ..
    • Montagem de palavras com o alfabeto móvel;
    • Montar texto fatiado de quadrinhas ou parlendas conhecidas,
    • Mural de Histórias;
    • Narração de conversas, relatos e vivencias;
    • No espaço de jogos, pedir para agrupar só letras, só números.
    • No final de um conto solicitar que as crianças descrevam as características do personagem que mais gostou;
    • No término de uma história solicitar que os educandos façam o reconto;
    • Ouvir cds com trava-línguas e adivinha.
    • Ouvir cds de cantigas populares .
    • Participação de rodas de recitação de parlendas e trava-línguas, poesias, canções e novas cantigas do dia-a-dia;
    • Participação nas discussões da rodinha;
    • Participação nos Espaços e nos jogos dramáticos;
    • Partilha na leitura de textos conhecidos,
    • Partipação oral em situações diversas: faz-de-conta com a utilização de fantoches e dedoches/ Nos combinados/ Nas orientações dos jogos e brincadeiras/ Nas dramatizações/ Nas conversas com os colegas/ Nas exposições de idéia durante a rodinha (relatos de fim de semana, no “você sabia semana”, etc..)/ Nas Cirandas de livro onde os alunos escolhem a história de sua preferência/ Nas brincadeiras livres/ Relato do final de semana na Rodinha/ Reconto de historinhas/ Faz-de-conta; 
    • Passeio pela cidade: realizar um passeio pela cidade observando e registrando placas, símbolos.
    • Pedir para as crianças levem para a escola vários tipos de materiais impressos que tem em casa; 
    • Pedir que as crianças façam um relato da historinha que mais gostam;
    • Pesquisas com a ajuda dos pais e familiares (alimentação, histórias, danças, lendas, provérbios, advinhas...)
    • Produção coletiva de parlendas e cantigas.
    • Produção coletiva de trava-línguas e adivinhas.
    • Projeto “Chá literário”.
    • Realização de pseudoleitura em cartazes, e trabalho com textos fatiados.
    • Realização de receitas;
    • Recitação de parlendas e poemas curtos;
    • Reconto de histórias por meio de desenhos.
    • Reconto oral de histórias conhecidas, jogos de ordenação de cenas, verbalizando o enredo e localizando fatos iniciais, mediais e finais;
    • Reconto oral pelos alunos onde cada um contara uma parte da historia
    • Recorte e colagens de letras;
    • Reescrita de textos, podendo ser: o professor o escriba ou através de ilustrações, parcerias declamadores...
    • Relatos orais, de organização de cartaz e confecção de imagens por grupos de acontecimentos ocorridos com a turma...
    • Roda da conversa, da história, da recitação;
    • Roda da conversa, usando textos trazidos pelo professor e pelas crianças com a ajuda dos pais através de pesquisas na internet e na biblioteca, leitura de jornais, artigos de revistas, gravuras,..
    • Roda da conversa: levar textos não verbais para roda de conversa, questionar se já viram onde, do que é,
    • Roda da história ilustrando cada parte em cenas apresentadas na tv (papel), etc..
    • Roda de Conversa sobre brincadeiras, costumes familiares, festas, alimentação, plantas, frutas e outros temas pertinentes;
    • Roda de Conversa sobre comemorações, vivências, assuntos da TV, vida de animais;
    • Roda de Conversa: narrar, perguntar, responder, solicitar, concordar, discordar, dar recados e transmiti-los;
    • Rodas de apreciação de imagens narrando, opinando, descrevendo fotos, pinturas, figuras, etc.
    • Rodas de recitação de poesias, canções, trava-línguas, parlendas, adivinhas;
    • Solicitação para que as crianças levem para a escola embalagens de produtos em que haja letras de alimentos que comem ou bebem normalmente e de que gostam; 
    • Trabalhar com textos fatiados.
    • Trabalho com embalagens diversas: pedir que as crianças tragam caixas de remédios, de produtos pasta de dente e outros para decalque, recortes, comparação da forma e tamanho.
    • Trabalho com gravuras de placas que encontramos facilmente na comunidade; 
    • Trabalho com imagens e pequenos textos;
    • Trabalho com músicas curtas e fáceis (onde possam ler e escrever espontaneamente);
    • Trabalho com os sons de cada sílaba falada ou escrita, escrevendo as lentamente.
    • Trabalho com paginação de livros e revistas;
    • Trabalho com repertório variado com o alfabeto em: Nome. Alfabeto móvel, bingo, forca;
    • Trabalho com textos fatiados.
    • Trabalho constantemente com listas (escritas pelo professor e também pelos próprios alunos);
    • Trabalho de memorização de algumas palavras, incluindo os nomes dos alunos e da professora;
    • Trabalho em conjunto com a informática.
    • Transcrição de cantos e parlendas (sempre espontânea, podendo ser em dupla);
    • Transmissão de recados e avisos e comunicações entre as salas-séries;
    • Transmissão de recados, pedindo informações aos pais...;
    • Utilização de quadrinhas, músicas, lista de nomes e outros textos conhecidos para encontrar palavras, destacar palavras nos textos trabalhados.
    • Visitação à biblioteca e outros similares.
    • Atividades com nomes:
    • Agrupamento dos nomes que têm letras iniciais iguais (pode ser trabalhado com tiras e em duplas onde deverão ler o nome e agrupá-los);
    • Ampliação da leitura e da escrita de nomes próprios incluindo os dos amigos;
    • Bingo de nome,
    • Bingo de nomes e letras;
    • Bingo e dominó dos nomes;
    • Brincadeiras de rimas com o nome.
    • Caça ao tesouro com crachá,
    • Caderno de Endereços: Propor a organização de um caderno com os nomes e endereços da turma
    • Carteira de Identidade: fazer o modelo e pedir para que as crianças levem uma fotografia ou façam um desenho e assinem seu nome;
    • Chamada através do crachá;
    • Chamadinha: usar pedaços de cartolina com o nome das crianças e fazer diariamente a chamadinha;
    • Confecção de murais.
    • Construção de agenda de telefones,
    • Contagem das letras dos nomes;
    • Contato com os nomes dos colegas e da professora;
    • Contato com os nomes dos colegas e da professora;
    • Cópia do nome;
    • Cruzadinha com fotos e nome, forca ,
    • Cruzadinha utilizando os nomes das crianças;
    • Dança da cadeira com nomes,
    • Destaque das iniciais (deixando uma lista na sala);
    • Ditado com desenhos ou objetos - experimentação da escrita.
    • Escrita de palavras que comecem com as iniciais dos nomes das crianças (junto com eles). Montando um cartaz que pode ser fixado na sala.
    • Escrita do nome com auxilio da ficha de identificação;
    • Escrita do nome próprio utilizando diferentes técnicas para esta familiarização (pinturas/ colagens/ passeios...
    • Escritas de nome dos alunos que começam com a letra pedida. Cada dia pode ser trabalhado com duas letras;
    • Escritas de palavras que comecem com cada letra do nome de uma criança (evitar palavras ou nomes muito grandes);
    • Escritas em listas de nomes de meninos/meninas (de 3 a 4 palavras), é um número suficiente para que possam pensar e chegar ao esperado;
    • Exploração de diferentes trabalhos com o nome próprio;
    • Jogo “envelopando palavras”.
    • Jogo da memória com fotos e nomes
    • Leitura e encontro do nome próprio e dos colegas na  lista de nomes.    
    • Leitura e escrita do próprio nome
    • Montagem do nome com letras moveis,
    • Montagem e desmontagem: propor que as crianças recortem o seu próprio nome, separando letra por letra, misture e remonte;
    • Mostrar o nome e deixar as crianças descobrirem a quem pertence;
    • Mostrar o nome e ler; 
    • Pedir para que cada criança pegue seu cartão;
    • Pedir para uma criança distribuir os cartões para seus colegas;
    • Recorte de letras e palavras que comecem com a inicial do nome.
    • Recorte de palavras com a mesma inicial do nome, montar o nome com recorte de revistas.
    • Recorte e colagem do nome,
    • Registro dos vencedores de jogos. 
    • Tiras de nome em envelope, 
    • Trabalho com a lista de chamada.
    NOÇÕES LÓGICO MATEMÁTICAS
    • Agrupamento de meninos e meninas em cantos opostos da sala;
    • Ao ler histórias para os alunos, incluir a leitura do índice e da numeração de páginas, organizando a situação de tal maneira que todos possam participar;
    ·       Associação e identificação das formas geométricas nos objetos presente no cotidiano.
    • Atividade com barbante medindo o maior, o menor.
    • Atividades diversas: brincadeiras, jogos, desenhos e musicas.
    • Atividades envolvendo a relação quantidade/numeral;
    • Bingo de números e cores;
    ·       Bingo, exploração do calendário.
    • Brincadeira Dança da cadeira
    • Brincadeira de amarelinha;
    • Brincadeira de esconder e achar. A professora esconde um objeto para as crianças localizarem enquanto as crianças procuram à educadora media a brincadeira usando os termos: quente (perto) e frio (distante); Uma criança com os olhos vendados tem que localizar um objeto escondido seguindo as referências dadas pela professora;
    ·       Brincadeiras (balões, características físicas) e músicas.
    • Brincadeiras com comando.
    • Brincadeiras e cantigas que incluem diferentes formas de contagem. Ex: a galinha do vizinho bota ovo amarelinho, bota um bota dois..
    • Brincadeiras envolvendo situações matemáticas e os números (amarelinha, gato e rato, corre-cutia, circuito);
    • Brincadeiras envolvendo situações matemáticas e os números;
    ·       Brincadeiras, representações das posições, observação, filas, rodas.
    • Caça ao tesouro seguindo as orientações.
    ·       Calendário, exploração na fila - seqüência seguindo critérios, organização de figuras.
    • Calendário;
    ·       Carimbar os sólidos geométricos fazendo comparação com as figuras geométricas.
    ·       Coleta de dados através de pesquisas de brincadeiras com roupas e calçados do calendário da sala e organizar o dados coletivamente.
    • Com os alunos sentados em círculo pedir que as crianças indiquem a posição que um coleguinha está sentado;
    ·       Combinação der elementos através de jogos como: jogo do varal, com combinações de bolo (informática).
    • Comparação de objetos de comprimentos diferentes;
    ·       Comparação dos sólidos e as formas com objetos do cotidiano e modelá-los em massinha.
    • Comparações de objetos e figuras;
    • Conhecimento dos espaços da sala, o lugar que esta ocupando em relação sala, passeio na escola, registrar através de desenhos, maquetes o que observou.
    • Construção de cata-vento com as crianças;
    • Construção de gráficos a partir das preferências de: brinquedos, animais, alimentos, dias, comidas, quantos familiares, etc.
    • Construção de gráficos e tabelas com caixas de fósforo, palitos e outros objetos;
    • Construção de gráficos e tabelas com informações sobre: idades, meses de aniversario, brincadeiras,
    • Construção de maquetes de brinquedos que envolvem a composição de volumes, proporcionalidades, equilíbrios,...
    • Construção de um dado com as crianças.  
    • Contagem com as crianças o número de alunos presentes na aula;
    ·       Contagem com materiais (tampinhas, bolas, brinquedos, balas).
    • Contagem de rotina, quantos alunos tem na sala, quantos alunos faltaram, ... através de jogos , brincadeiras, cantigas , parlendas e musicas.
    • Contagem do calendário os dias da semana, do mês.
    • Contagem do cotidiano (quantos somos, dia, aniversário);
    ·       Contagem dos alunos, calendário, objetos diversos.
    • Contagem oral e registro decorrente do cotidiano;
    • Contorno do corpo, de objetos da sala, de embalagens, com o uso de barbantes e réguas ou outros.
    • Cores secundárias;
    • Criação de situações onde as crianças utilizem a contagem em pequenas compras na sala;
    ·       Deixar os dados coletados e organizados expostos na sala através de cartaz, produzido coletivamente.
    • Desenho do caminho de casa até a escola, da sala de aula até a cozinha, etc;
    ·       Desenhos de livre expressão e dirigido.
    ·       Desenhos livres e dirigidos explorando diversos materiais ( giz, tinta, carvão, etc.)
    • Discriminação visual (cor, tamanho, espessuras);
    • Discriminação visual de cores em objetos e roupas;
    • Exploração das cores primárias;
    • Exploração de embalagens de vários tamanhos e formas (caixas de sabonete, potes, caixa de leite, latas, rolo de papel) comparando com os sólidos. 
    • Exploração de formas e sólidos geométricos em objetos;
    • Exploração de formas, cores, tamanhos em objetos como: blocos, tampinhas, palitos, canudos, jogos de encaixe, etc..
    ·       Exploração de jogos de construção, tampinhas, embalagens.
    • Exploração de musicas e brincadeiras diversas.
    • Exploração de parlendas e músicas que envolvam os números;
    • Exploração de situações do cotidiano como: dobrar a blusa e outras roupinhas, amarrar o cadarço e outros, alinhavar, abrir e fechar objetos, brincadeiras com bonecas e outros para abotoar, amarrar, etc..
    • Exploração  de diversas das formas e sólidos geométricos (triangulo,cone, retângulo, ...);
    ·       Exploração do ambiente escolar
    • Exploração do calendário e pedir para as crianças identificarem o dia do aniversário dos colegas; Identificação do dia da semana e o mês (atividade diária);
    • Exploração do o calendário solicitando dos alunos que identifiquem em que coluna está o dia de Domingo, ...;
    ·       Exploração dos espaços (brinquedos e objetos)
    ·       Exploração dos espaços, jogos de construção, organização da rotina, exploração de objetos diversos (tampinhas, blocos, mosaico).
    ·       Exploração dos os números nos diferentes contextos.
    • Formação de fila (maior/menor);
    • Investigação em situações cotidianas como os números estão ordenados e para que servem;
    • Jogo batalha das fichas com dados até 3.- a criança joga o dado e pega a quantidade que fichas que saiu. No dado. Quando todos jogaram 2 vezes , faz o registro na tabela e monta o gráfico.
    • Jogos de construção, memória e quebra-cabeça.
    • Jogos e brincadeiras que envolvam a contagem oral e o uso do raciocínio;
    ·       Jogos envolvendo contagem oral (ônibus, árvore)
    • Jogos pedagógicos;
    ·       Jogos, contagem dos alunos, agrupamentos.
    • Leitura de números, comparação e ordenação.
    • Manipulação de objetos e brinquedos nas situações de contagem e problemas;
    • Manipulação de sólidos geométricos;
    ·       Manuseio de diferentes objetos (caixa surpresa manuseio com olhos vendados)
    • Marcação do o tempo utilizando o calendário;
    ·       Medição das crianças com barbante, fita, passos e palmos. Comparar com as informações obtidos no 1º bimestre.
    ·       Medição de crianças e objetos com barbante, fita, passos, palmas.
    • Medição dos moveis da sala utilizando as mãos e outros materiais como palitos.
    • Medição dos pés dos alunos usando barbante, mãos.
    ·       Modelagem em massinha, confecção de maquetes.
    • Músicas e parlendas envolvendo os números e quantidade;
    ·       Músicas envolvendo contagem oral (caveira, elefante, carrocinha)
    • Noções de lateralidade através de brincadeiras com bola e objetos diversos;
    ·       Observação de objetos presentes no cotidiano e fazer relação (tamanho, forma, espessura, cor)- Roda da conversa.
    • Observação do meio e registro através de desenhos.
    ·       Observação e comparações das formas geométricas com objetos do cotidiano (oralmente).
    • Ordenação de objetos de mesmo tamanho.
    ·       Painel de aniversariantes, tabela de idades, pesquisa de nº de roupa e calçado, nº da casa.
    • Participação em Circuito;
    • Passeio em volta da escola para observar o ambiente natural e construído.
    • Pedir à criança que distribua atividades e materiais para os colegas e no final conferir se houve sobras ou a falta dos mesmos;
    • Pesquisa de informações numéricas dos colegas da sala (idade, altura, número do sapato, etc.).
    • Pesquisa dos diferentes lugares em que encontramos números;
    • Programação de uma atividade diferente para cada dia da semana, explorando os dias da semana.
    • Realização de contagem do cotidiano (quantos somos, dia, calendário, aniversário, pesquisa de números da roupa, calçados, etc..)
    • Realização de receitas e outras situações de contagem;
    • Recitação de seqüências numéricas;
    ·       Recortes de revistas figuras de objetos que tenham a forma das figuras geométricas.
    ·       Recreação livre e dirigida.
    • Registro das datas de aniversários mensal dos alunos para ser exposto na sala
    • Registro de numerais;
    ·       Representação de trajetos através de desenhos (ex: sala de aula até quadra)
    ·       Resolução de problemas do cotidiano, desenvolvendo o raciocínio e a oralidade (roda da conversa).
    ·       Resolução de situações-problema com auxilio de materiais diversos (palitos, tampinha, etc..)
    ·       Roda da conversa, destacando a rotina e nosso dia foi assim.
    • Seqüência de numerais, formas, figuras e  objetos;
    • Situações problemas do cotidiano e elaborados;
    • Solicitação aos alunos para que identifiquem datas passadas de fatos reais narrados pelo professor;
    ·       Tabela de dados (idade, nº do sapato, altura).
    • Tamanho e comparação de objetos e pessoas;
    • Tamanho, peso, altura, comprimentos, espessura;
    • Trabalho com as formas geométricas comparando com o próprio mobiliário da sala e objetos do cotidiano.
    • Trabalho com massinha de modelar seguindo comandos e sugestões. Com argila para confeccionar personagens de histórias e objetos do cotidiano.
    • Trabalho com músicas que esteja presente a noção de quantidade;
    • Trabalho com o jogo do varal - probabilidade.
    • Trabalho com os alunos a importância do numeral na localização de um endereço;
    • Trabalho com pontos de referências da sua sala de aula e de trajetos do cotidiano.
    • Trabalho com sólidos geométricos e blocos lógicos;
    • Trabalho como o número é utilizado na sociedade, em diferentes contextos (telefone, relógio, etiquetas de camisas, etc.)
    • Trabalho em grupos (registros);
    • Uso de materiais para pesar e medir.
    • Uso do material concreto e de situações cotidianas em contagens e comparações de  objetos ;
    • Utilização da roda da conversa para explorar a localização, registrar através de desenhos, maquetes e recorte e colagem.
    ·       Utilização de painéis como: calendário, aniversariantes, idade.      
    ·       Utilização diária do calendário: destacando os aniversariantes, atividades permanentes, tempo, roda da conversa, destacando a rotina, nossa semana foi assim.
    • Utilização do calendário da sala.
    • Utilização do corpo como medida não-convencional: pés, passo, palmo e com o uso de barbante para medir objetos da sala, e outros.
    • Utilização do jogo da trilha do ônibus, a galinha do vizinho, brincadeiras que envolvem contagem.    


    • CIÊNCIAS SOCIAIS
    • Ajuda ao colega em determinados exercícios físicos com o auxílio da professora;
    • Ajuda ao colega menor em atividades que ele ainda não consiga realizar sozinho
    • Ajuda na distribuição de material;
    • Arrumação e organização dos espaços que são utilizados em diferentes espaços depois que utilizá-lo.
    • Atividade do trenzinho: Os demais alunos do trem imitam os movimentos da criança a frente da locomotiva;
    • Atividades com dobraduras;
    • Atividades em grupo;
    • Atividades no cantinho da história;
    • Através das rodas de conversa, realizar o trabalho de conscientização a respeito do meio em que vivem: o uso consciente da água, o cuidado com o lixo, a organização e a limpeza dos espaços.
    • Através de pesquisa com os pais, conhecer a historia do sobrenome e relatar a mesma em roda de conversa.
    • Através do espelho, observar a sua imagem percebendo as suas características individuais.
    • Realização do Autorretrato e outras atividades que trabalham a individualidade de cada criança.
    • Brincadeiras de roda e outras que as crianças conheçam na área da escola;
    • Brincadeiras como: andar ao mesmo ritmo do colega trabalhando o respeito mútuo; 
    • Caixa dos sentidos;
    • Cartazes e leitura de imagens referentes aos temas;
    • Colaboração com a organização e limpeza dos espaços disponíveis em sala e no ambiente escolar, externando essas atitudes para os demais espaços e que estão inseridos.
    • Colagem e pintura;
    • Exploração dos Combinados;
    • Confecção de bonecos para cuidar;
    • Confecção de brinquedos.
    • Confecção de fantoches e dedoches com as crianças.
    • Confecção de instrumentos musicais com materiais de sucatas com os alunos;
    • Confecção de painéis com as crianças;
    • Confecção de um álbum de fotos.
    • Confecção de um mural com fotos e significado dos nomes.
    • Contorno do corpo do aluno percebendo características semelhantes e diferentes de cada.
    • Conversa informal, nas rodas interativas, sobre a organização e cuidado que elas devem ter em relação aos materiais e espaços físicos: da sala e sobre o respeito e cuidado que elas devem ter em relação aos objetos produzidos;
    • Exploração de Datas comemorativas significativas ;
    • Desenho da família identificando cada integrante e relação de parentesco.
    • Despertar novas atitudes com relação ao meio ambiente, fazendo com que percebam atitudes errôneas do ser humano com relação ao mesmo.
    • Dia do chá com familiares e com outras turmas;
    • Discussão em roda da conversa de diversas composições de famílias, percebendo as diferenças, como recurso: musica, poema, e exposição dos trabalhos realizados sobre a família -  fotos, e desenhos.
    • Dobraduras;
    • Elaboração de cartazes pertinentes aos temas ;
    • Em dupla um aluno com os olhos vendados, apalpa o colega devendo reconhecê-lo pelo toque por alguma singularidade que este possui. 
    • Emociômetro;
    • Ensinar aos educandos a usarem o banheiro;
    • Ensinar as crianças a jogarem pedaços de papéis, restos de alimentos e outros materiais sem utilidades no lixo para manter o ambiente limpo;
    • Entrevistas com pais, funcionários, etc..
    • Envolvimento em projetos utilizando diversos materiais como madeira, papel, tecido, argila, materiais recicláveis no espaço da arte.
    • Escrita de listas envolvendo temas pertinentes;
    • Estabelecimento dos combinados com as crianças, expondo-os na sala de aula;
    • Experiências com o próprio corpo: brincadeiras, danças e jogos, ;
    • Exploração de massa de modelar com os alunos com farinha de trigo, anilina, sal e óleo;
    • Exposição dos trabalhos realizados.
    • Expressão corporal (higiene e auto cuidado);
    • Feira de roupas;
    • Utilização de filmes referentes aos temas;
    • Guardar e organizar objetos da sala.
    • Hora da rodinha;
    • Jogos de contar histórias observando imagens e seguindo sua seqüência (quebra-cabeça);
    • Jogos e brincadeiras que exijam cooperação.Cuidados com os colegas;
    • Leitura de livros com histórias que relatem diferentes características (ex. Menina bonita do laço de fita).
    • Leitura e interpretações de imagens envolvendo pessoas;
    • Leitura: de “ você sabia”,  socializando os significados dos nomes.
    • Atividades  e brincadeiras coletivas: massagem: um colega massageia o outro sob o olhar do professor
    • Montagem da rotina diária, através dos desenhos.
    • Montagem diária do calendário. 
    • Músicas temáticas;
    • Na roda da conversa relatar acontecimentos numa seqüência temporal (o que aconteceu ontem de manha, a tarde e a noite, ...)
    • No final da aula fazer a avaliação do dia, seguindo a ordem de acontecimento do dia.
    • Nomear objetos da sala e da escola;
    • Nos espaços de construção, realizar as atividades seguindo as regras e combinados da turma.
    • Observação de imagens e reflexões;
    • Participação dos eventos da escola;
    • Participar em pequenas tarefas e cumprimentos das regras.
    • Passeios pela cidade e bairro;
    • Percepção que o seu sobrenome advem de duas famílias.
    • Pesquisa com os pais, para conhecer a historia do nome e relatar a mesma em roda da conversa.
    • Realização de Piquenique e Dia do chá;
    • Recorte e colagem de imagens;
    • Relato de experiências, fatos e acontecimentos em roda de conversas respeitando a seqüência temporal dos mesmos.
    • Representação por meio de desenhos as fases de sua vida.
    • Roda da apreciação;
    • Roda da conversa;
    • Roda de histórias, sobre temas pertinentes. , ex A cigarra e a formiga;
    • Roda da música;
    • Realização de salada de frutas;
    • Solicitação para que os alunos ajudem na limpeza da sala após as realizações das atividades;
    • Trabalhar com o ajudante do dia;
    • Trabalho com a linha do tempo, desenhando os momentos mais significativos da criança em ordem;
    • Trabalho com as manifestações culturais da comunidade.
    • Trabalho com datas comemorativas trabalhadas durante o semestre.
    • Trabalho com diferentes canções, brincadeiras, jogos, dramatizações, confecção de brinquedos, dobraduras, etc..
    • Trabalho com músicas diversas, envolvendo valores.;
    • Trabalho com teatro e dança.
    • Utilização de fantoches e músicas relacionadas às tradições culturais;
    • Utilização de livros literários para trabalhar as diferenças entre as pessoas.
    • Visitas aa diferentes locais da cidade;


    • CIÊNCIAS NATURAIS
    • Adivinhações de diversos tipos de ruídos e as direções que eles vêem.
    • Adotar hábitos de higiene pessoal e atenção à higiene dos colegas;
    • Análises de situações do cotidiano;
    • Apreciação do DVD “Chuva, chuvisco e chuvarada” e outros similares.
    • Apreciação do material do curso da SABESP.
    • Apreciação no espelho.
    • Atividade com canudo: pintura soprada e confecção do cata-vento.
    • Atividade com: canudos, bexigas nas aulas de movimento e relaxamento.
    • Atividades com Garrafas plásticas – pressão do ar.
    • Atividades com olhos vendados: tato.
    • Atividades de amarrar os cadarços ou outros que desenvolvam a autonomia;
    • Atividades de relaxamento com a respiração.
    • Atividades de rotina: higiene, café, almoço, lanche, festa, etc.
    • Bolinha de sabão, língua de sogra, brincadeiras com o ar.
    • Brincadeira do “Afunda ou não afunda”.
    • Brincadeiras de faz- de- conta.
    • Brincar de “salão de cabeleireiro” para incentivar a manter os cabelos sempre limpos e penteados.
    • Caixa tátil.
    • Cartazes ao identificar as diversas poluições ( sonora, dos rios, etc.).
    • Cartazes e leitura de imagens;
    • Circuito e gincana, utilização os sentidos).
    • Com o uso de uma bacia, água filtrada e copos individuais familiarizar as crianças e favorecer a autonomia delas em relação à higiene bucal.
    • Confecção de barcos com rolhas
    • Confecção de cartazes e combinados.
    • Confecção do Livro do eu;
    • Construção com os alunos de regras para mantermos o sanitário sempre limpo.
    • Construção de historias sobre os temas trabalhados.
    • Conversar com as crianças a importâncias dos hábitos de higiene: banho, escovação de dentes e lavar as mãos;
    • Conversar sobre os cheiros;
    • Conversas informais e aulas práticas;
    • Cuidado com as vestimentas e quando necessário pedir ajuda ao vesti-las ou despi-las;
    • Cuidado com pertences pessoais e do coletivo;
    • Dar banhos em bonecos, utilizando água e sabonete explicando a importância da higiene corporal;
    • Desenhos e m diferentes texturas (camurça, lixa, no chão, tecido).
    • Dia da beleza;
    • Diálogo e gestos como forma de trabalhar conflitos;
    • Dramatizações e reflexões;
    • Enchendo um balão (peso do balão cheio ou vazio).
    • Ensinar aos alunos como utilizar os objetos com segurança, através de conversas;
    • Entrevistas com os funcionários da escola;
    • Escuta de diversos sons do cotidiano e apresentação de diversos estilos musicais.
    • Experiências com o ar.
    • Experiências com os diversos estados da água, bola de sabão, misturas).
    • Experiências com os órgãos dos sentido.
    • Experiências sobre misturas de cores.
    • Experiências sobre os estados da água.
    • Experiências: pressão da água, dissolve na água, água movendo objetos, transportando água, enchendo frascos. 
    • Experimentação de diversos sabores.
    • Experimentações diversas .      
    • Exploração das Noções básicas de higiene
    • Exploração de Quebra-cabeça do corpo-humano,
    • Exploração de situações de respeitar aos colegas e adultos;
    • Exploração do Cantinho da beleza;
    • Exploração dos órgãos do sentido;
    • Exploração e experiências com termômetro.
    • Explorar ambientes utilizando dos sentidos ( andar descalço na grama, atividades com vendas, experimentações  alimentos).
    • Expressão corporal (higiene e auto cuidado);
    • Fazer um painel com gravuras referentes ao tema;
    • Fazer vários questionamentos a respeito do uso do vaso sanitário, como: “O que fazer antes de usar o vaso?”, etc.
    • Fazer, com os alunos, uma lista dos objetos indispensáveis no banheiro;
    • Filmes relacionados aos temas e significativos de acordo com a faixa etária.
    • Higiene dos alimentos, realizar a higiene das mãos.
    • Histórias ginasticadas.
    • Hora da noticia: assuntos diversos com: aquecimento global, etc.. Informações no “Você sabia
    • Identificação e solução de situações de conflitos
    • Ilustrações das ações e analises de cartazes;
    • Informações sobre economia e curiosidades da água.
    • Iniciativa para resolver pequenos problemas do cotidiano pedindo ajuda se necessário;
    • Jogos de imitação.
    • Jogos e brincadeiras que exijam cooperação.
    • Leitura de imagens diversas;
    • Levar as crianças para lavar as mãos antes das refeições estimulando a autonomia;
    • Manuseio de diversos objetos de texturas diferentes.
    • Mudança de tempo no calendário.
    • Músicas envolvendo os temas propostos;
    • Músicas relacionadas ao cuidado pessoal .
    • Na hora do banho estimular as crianças a se ensaboarem;
    • Nomear oralmente e etiquetar os objetos escolares da sala de aula;
    • Observação da rotina no gasto de água e trabalhar a economia.
    • Observação de figuras diversas .
    • Passeios pela escola e pelo bairro;
    • Perceber e atender os sinais vitais, respiração e batimentos cardíacos através dos movimentos.
    • Perceber os sentidos
    • Pesquisa coletiva em revistas.
    • Pesquisas sobre a água; em revistas – recortes e colagens de paisagens. 
    • Realização de passeios e participação em eventos.
    • Reflexões sobre textos envolvendo o assunto;
    • Resolução de conflitos através do diálogo;
    • Roda da conversa e espaço da beleza.
    • Roda da conversa  e historias sobre assuntos pertinentes;
    • Roda da leitura, conversa e músicas variadas que abordem a preservação.
    • Situações problemas do cotidiano escolar e familiar;
    • Solicitação para que sempre guardem os objetos, depois de utilizá-los, pois assim, estão contribuindo para sua conservação;
    • Sugar e assoprar objetos com canudo e colocar em um prato. Tira de papel ao ar (pipa, balangandã), balão e sacolinha,
    • Trabalhar auto- estima através da higiene.
    • Trabalho com  culinária ( mistura de sabores- Romeu e Julieta).
    • Trabalho com bexigas, manipulando objetos diversos jogos: boliche, corrida, pular corda, atividades com canudinho. Bola de sabão. Reproduzir sons: tossir, bocejar, etc.
    • Trabalho com musicas e sons diversos que falem dos sentidos e que agucem a audição .
    • Trabalho com o faz-de-conta na hora do banho;
    • Trabalho com valores, respeito e valorização das formas de tratamento ao outro e de suas individualidades;
    • Trabalho com vestimentas sobre as  estações do ano.
    • Trabalhos e atividades envolvendo o coletivo;
    • Utilização do Emociômetro;
    • Utilização dos órgãos do sentido, descobrindo pelo cheiro, ou pelo tato, sem olhar os materiais que geralmente achamos no banheiro;
    • Valorização da limpeza e aparência  pessoal;
    • Valorização das boas maneiras no dia-a-dia; 
    • Visita a uma estação de tratamento de água.
    • Visitas e palestras com profissionais da área.
    • Atividades de relaxamento e de alongamento.
    • Esclarecimento com palestras relacionadas a saúde ( promover a escovação, cuidado com objetos em casa ).
    • Trabalho com a caixa tátil, ouvir diferentes musicas e sons.
    • Trabalho com diferentes receitas.
    • Brincadeiras enfatizando o tato como: puxa-puxa cabelinho, cobra-cega, queimada, ... 
    • Passeio pelo bairro para observar se há lixo nas ruas, nas calçadas, etc..
    • Brincadeiras e confecção de catavento, paraquedas, bolinhas de sabão, dobradura de barquinho, futebol soprado, corrida da bexiga, dobradura de aviãozinho, pipa, bexiga (encher e estourar).
    • Experiências com o corpo : inspirar e expirar. 


    LINGUAGEM ARTISTICA
    • Expressão visual
    • Alinhavo de formas e outros;
    • Apreciação de algumas obras de arte.
    • Apresentação de obras de arte de alguns artistas famosos (Miró, Portinari, Monet, etc.) ou imagens para que as crianças narrem, descrevam e interpretem;
    • Apresentação de quadros de artistas plásticos famosos ou imagens para que as crianças possam conversar sobre ele e sobre suas experiências pessoais.
    • Apresentar e confecção de diversas esculturas.
    • Brincadeiras de desenhar - numa caixa de areia grande, etc.
    • Comentário sobre os resultados dos trabalhos.
    • Confecção de dobraduras referentes aos temas trabalhados.
    • Confecção de objetos e brinquedos de sucata;
    • Construção de figuras com tangran.
    • Construção de maquetes de cidades ou brinquedos que  envolvem a composição de volumes, proporcionalidades, equilíbrios, etc.
    • Contato com diferentes materiais como: carvão, carimbos, etc.
    • Contato com diversas produções artísticas para que as crianças possam diferenciá-las;
    • Contorno do corpo humano;
    • Criação de desenhos, pinturas, colagens, e modelagens a partir de seu próprio repertorio.
    • Criação de espaços para a construção de uma observação mais apurada, instigando a descrição daquilo que está sendo observado;
    • Criação de um álbum de fotografias, um álbum de desenhos, etc. para apreciação;
    • Criações de fantoches;
    • Decoração de festas (juninas, natalinas, aniversários, etc.) utilizando as próprias produções das crianças.
    • Desenho de livre expressão utilizando materiais diversos: lápis preto e colorido; carvão; giz de cera ( deitado, com a ponta, raspado, com os olhos fechados); tinta ( cores primarias, mistura de tintas, a dedo, com esponja, soprada, com bolinha de gude); pincéis; giz de lousa ( molhado, deitado, com a ponta).
    • Desenhos a partir de interferência;
    • Desenhos com e sem interferência e desenho  livre.
    • Desenhos com intervenções;
    • Desenhos com temas;
    • Desenhos e figuras humanas;
    • Elaboração de perguntas que instiguem a observação, a descoberta e o interesse das crianças, como: “O que você mais gostou?”, Como o artista consegue estas cores? “Que instrumentos e meios ele usou? O que você acha que foi mais difícil para ele fazer?
    • Experimentos de tintas e matérias: carvão, carimbo, lixa, decalque, digitais e outros;
    • Exploração das cores primárias e secundárias;
    • Exploração de diversos materiais (massa, tinta, argila, giz, areia, plástico, sementes, sucatas, etc.);
    • Exploração de formas bidimensionais e tridimensionais na realização dos seus projetos artísticos.
    • Exploração de matérias de diferentes texturas e espessuras;
    • Exposição dos trabalhos das crianças na sala de aula e em área externa da escola;
    • Ilustração de um livro.
    • Interpretação oral de obras e imagens.
    • Manipulação de diversos materiais como lápis, pinceis de diferentes texturas e espessuras, brochas, carvão, carimbo, ... de meios como tintas, água, areia, terra, argila, e de variados suportes gráficos como jornal papel, papelão parede, chão, caixas , madeiras, ...  
    • Montagem de painéis que contenham ampliações dos desenhos de figuras humanas elaborados pelas crianças do grupo;
    • Mosaico e modelagem,
    • Observação de corpos em movimento pesquisados em revistas, em vídeos, em fotos;
    • Observação de figuras humanas nas imagens da arte;
    • Observação de linhas e formas em brinquedos confeccionados pelas crianças.
    • Observação do céu, as nuvens para oralmente concluir como são formadas sus formas e tons. Ex: nuvem branca não chove e escura logo vai chover.
    • Observação do próprio corpo diante do espelho.
    • Oferecer diversas atividades simultâneas, como desenhar, pintar, modelar e fazer construções e colagens para que as crianças possam fazer suas escolhas; 
    • Organização de uma exposição aberta à comunidade sobre algo que esteja sendo trabalhado;
    • Ornamentar um bolo de aniversário ou uma mesa de festa; 
    • Passeio pelos espaços da Unidade Escolar procurando objetos de cores e formas variadas e texturas do ambiente;
    • Permitir que as crianças falem sobre suas criações e escutem as observações dos colegas sobre os seus trabalhos
    • Pintura assoprada (ar) , com água e tinta ao sol (água / evaporação)
    • Pintura de um lado da folha de jornal com tinta guache e dobrar, para ver o que acontece;
    • Produção de murais em conjunto;   
    • Propor as crianças que façam desenhos a partir da observação das mais diversas situações, cenas, pessoas e objetos;
    • Rasgar ou dobrar papéis com texturas variadas.
    • Realização de leitura e releitura de imagens:
    • Realização do Auto-retrato;
    • Reconhecimento de linhas e formas na obra.
    • Reconstrução de obras (quadros famosos) que retratem o cotidiano (ex; Ciranda, de Portinari).
    • Releitura de obras de arte , de imagens e de objetos;
    • Releitura de obras transportando do bi para o tridimensional com a utilização de sucatas e blocos.
    • Releitura e leitura de diferentes obras de artes, explorando linha, forma, cor, volume, espaço e textura.
    • Respeito e cuidado para as produções  individuais ou em grupo.
    • Sugestão:  na obra são Paulo de Tarsila ,  os trens podem ser reproduzidos com caixas e papeis.
    • Técnicas de pintura utilizando recursos diversos, como: colagem com papeis (sobre posição e composição), com grãos (macarrão, sementes, tecidos, plásticos, palitos, areia, canudos, botões, lãs, barbantes, sisal. Lantejoulas...)
    • Trabalhar com “óculos’ feitos de cartolina e papel celofane coloridos, para que notem que as cores se alteram, quando vistas de “óculos”. “Lentes” azuis para olhar objetos amarelos fazem com que se tornem verdes
    • Trabalhar com barro, levando as crianças a perceberem sua textura, cheiro, cor, temperatura, criando formas e figuras, que depois de secas podem ser pintadas com tinta guache e envernizada com cola plástica.
    • Trabalho com Linhas e formas;
    • Trabalho com obra de arte - uma sugestão: Meninos com pipa (Portinari).
    • Vida e obra de diferentes artistas.

    EXPRESSÃO MUSICAL
    • Apreciação de musicas de ritmos diversos.
    • Apreciação de musicas referentes ao conteúdo trabalhado.
    • Apreciação do silencio, identificando os diferentes sons, ruídos produzidos no ambiente.
    • Apreciação de músicas de repertórios variados (clássica, MPB, folclóricas, etc.).
    • Apresentação dos instrumentos da bandinha ritmica.
    • Atividades de cooperação (grupos)
    • Brincadeiras cantadas;
    • Brincadeiras de roda;
    • Brincadeiras de mímica tendo como tema uma música;
    • Brincadeiras de Mímica;
    • Brincadeiras : Caminhar, batendo dois bastõezinhos. Ao ouvir o som do apito, bater no chão com rapidez;
    • Cantar uma canção escolhida, enquanto o educador permanece em pé, Parar de cantar quando ele se senta; 
    • Cantigas de roda – ampliação de repertório ;
    • Construção de instrumentos musicais de sucatas com os educandos; 
    • Criação de pequenas canções;
    • Dançar e cantar em dupla em sincronia com o colega;
    • Dançar interpretando a letra de uma música.
    • Danças e expressão corporal com vários materiais: jornal, tecidos, bolas, cordas, papeis etc.
    • Danças folclóricas;
    • Dramatizações e gestos ao som de musicas suaves;
    • Entoação de sons e canções em diferentes alturas;
    • Exploração e pesquisar os diferentes meios de comunicação
    • Expressão corporal e facial através da música;
    • Expressão corporal e facial;
    • Fazer rolar uma bola pequena com a ponta do pé enquanto soa a melodia. Pôr o pé sobre a bola toda vez que a melodia se interromper
    • Fazer uma comparação do som dos instrumentos feitos com materiais recicláveis com o som dos instrumentos originais
    • Contato com instrumentos musicais e objetos sonoros;
    • Jogos envolvendo a percepção musical;
    • Jogos musicais;
    • Músicas de rotina;
    • Músicas infantis;
    • Construções dos instrumentos poderá formar uma bandinha com as crianças;
    • O som e o silencio;
    • Ouvir músicas variadas, com ritmos variados; brincar de dança das cadeiras com diferentes ritmos, a criança tem que seguir o ritmo musical;
    • Realização de jogo musical;
    • Relaxamento ao som de musica;
    • Roda da música;
    • Sentadas em circulo uma criança caminha, pela parte externa da roda, segurando uma bola. O educador segue o tempo da criança com um instrumento de percussão e cantando. Quando pára de cantar, a criança dá a bola à outra do círculo e senta no lugar que esta deixa; 
    • Sons vocais e corporais;
    • Uso da improvisação (orquestra de papel)
    • Utilização de materiais variados (cds, lençol, papel, folhas, cordas, tiras de pano, etc.).
    • Utilização dos instrumentos musicais para produzir e observar os diferentes sons dos mesmos.
    • Utilizando garrafas cheias e vazias trabalhar a diferença de sons produzidos por eles; 
    • Ao som de músicas instrumentais realizar movimentos suaves;
EXPRESSÃO CORPORAL e LINGUAGEM PSICOMOTORA
  • Atividades de comando com música;
  • Atividades de transpor obstáculos;
  • Brincadeiras : grande circulo, elefantinho colorido, amarelinha, caracol.
  • Brincadeiras como ; beijo, aperto de mão, telefone sem fio, mia o gato, passa anel.
  • Brincadeiras como: espelho (imitar o colega), alongamento (direcionado pelo prof.).
  • Brincadeiras de faz-de-conta;
  • Brincadeiras de roda e da cultura brasileira infantil;
  • Brincadeiras e jogos que envolvam o equilíbrio, a coordenação, agilidade, lateralidade e psicomotricidade;
  • Brincadeiras no pátio, na quadra, e na sala de aula, ex. dança da cadeira, corre lenço, seu lobo, ..
  • brincadeiras como ; beijo, aperto de mão, telefone sem fio, mia o gato, passa anel.
  • Cantar músicas como: a foca, meu galo lobo mal e de rotina.
  • Circuito – atividade de percurso de acordo com a turma- obstáculos para subir, descer, pular, rolar, etc.
  • Conhecer as regras e aplicá-las no seu dia-a-daia, lembrando sempre  o alunos.
  • Conhecer diferentes tipos de jogos e brincadeiras como: escravos de jô, seqüências e sons.   
  • Dançar musicas variadas, ouvir e conhece a musica.
  • Dramatização de histórias do contexto das aulas.
  • Fazer movimentos seguindo o ritmo de toques de tambor;
  • Ginástica historiada
  • Gincana, circuitos;
  • Habilidades manuais;
  • Identificação  de seus próprios limites corporais e dos seus colegas (intenso, moderado e lento) 
  • Incentivar a criança observando na planilha a sua dificuldade e avanço.
  • Jogos de encaixe, de montar, empilhar, lançar, etc a) Atividade livre na área da escola; 
  • Jogos e brincadeiras que necessitem uso do equilíbrio, coordenação motora, agilidade, lateralidade e a psicomotricidade.
  • Lançar desafios para descobrir os limites da criança ex. pular corada, e vencer obstáculos..
  • Mímica, dramatização, (sugestão imitando os animais, tica tica tica bum, chefinho mandou – Xuxa).
  • Montar obstáculos com as crianças fazendo variações.
  • Mostras as crianças como será a organização da sala para que as mesmas saiba zelar.
  • Participação em brincadeiras e jogos que envolvam o equilíbrio , coordenação , agilidade , lateralidade, psicomotricidade, brincadeiras cantadas e ritmados.
  • participação em roda de musicas para apreciação e divertimento.
  • Recreação livre;
  • Relaxamento e aeróbica;
  • Relaxamento;
  • Trabalhar com as crianças diferentes modalidades musicais explorando movimentos variados.
  • Trabalhar com cantigas de roda; 
  • Uso do circuito e gincanas;
  • Utilização de fantasias para brincadeira de faz-de-conta e jogos de imitação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário